Dirk's Projects
English English Español Português Português Italiano
Deutsch Français Nederlands Nederlands Polska  
Svenska Norsk Русский 中国    


 
Descarregar Afinador de Pianos “Dirk’s Piano Tuner”
Microsoft WindowsApple OS X

Afinador de Pianos “Dirk’s Piano Tuner”


Este afinador analisa o seu piano e usa o resultado para calcular e estabelecer um modelo de afinação ideal (Compensação Ideal) específico para o seu piano. Pode armazenar este modelo de afinação, e utiliza-lo cada vez que necessitar de afinar o seu piano, a um nível profissional, sem ter de passar pelo complexo e moroso processo de verificação de intervalos. Dada a sua simplicidade, a sua utilização é fácil quer por profissionais como principiantes.
Afinador de Pianos “Dirk’s Piano Tuner”
$398
Comprar
YouTube NederlandsNederlandsEnglishEnglishDeutschFrançaisPolskaРусскийEspañolItalianoSvenskaPortuguêsPortuguês中国的MagyarNorsk

Dirk’s Piano Tuner V4.0


Descarregar uma versão para impressão do manual de instruções

 

Manual de instruções

 

 

 

 

 

 


1.      Prefácio

O desenvolvimento deste afinador, acabou por ser um trabalho de muitas pequenas lutas e grandes batalhas. Os objectivos foram colocados a um nível perto da impossibilidade.

 

-          o afinador tinha de reconhecer com precisão e automaticamente casa nota, e num muito curto período de tempo.

-          Também teria de pelo menos igualar, e preferencialmente reduzir, o tempo dispendido na afinação efectuada pelo processo clássico, de "afinação por ouvido".

 

Desde o inicio desenvolvi o afinador em parceria com Ben Verbon, um amador apaixonado pelo piano que possui casas de férias em France, a Região de Dordogne. Ele tinha todo o conhecimento técnico que me fazia falta. Graças aos seus conhecimentos, ao seu perfeccionismo e paciência ilimitada conseguimos desenvolver este afinador para pianos. Trabalhamos dois anos em conjunto para conseguir vencer este desafio. Gostaria de expressar aqui os meus sinceros agradecimentos ao Ben, pois sem a sua inestimável e preciosa ajuda eu nunca teria conseguido desenvolver uma aplicação com esta qualidade.


Índice

 

1.             Prefácio. 2

2.             A afinação de um piano. 4

3.             A versão de avaliação. 6

4.             Módulos de expansão. 6

5.             Termos importantes. 7

6.             Escolha e colocação do microfone. 9

7.             A primeira utilização. 10

8.             Afinar com o Dirk's Piano Tuner 12

9.             O Dirk’s Piano Tuner e as suas funções. 17

10.            Configurações do afinador 20

11.            Precisão do afinador 22

12.            Requisitos de sistema. 22

13.            Algumas Imagens. 23

 


2.      A afinação de um piano

Afinar um piano é uma tarefa complexa. É necessária destreza manual para ser capaz de manobrar a Chave de Afinação, e saber igualmente como deixar as cravelhas numa posição estável. Para conseguir isto é necessário muito tempo de treino. No entanto é ainda mais difícil perceber a tonalidade exacta das cordas. Um grande número de instrumentos pode ser afinado usando um afinador simples. Cada nota é afinada a uma determinada frequência. Sendo a frequência determinada com a ajuda da escala desejada. No entanto, não é possível utilizar este método no piano! O instrumento soaria desafinado, essa desafinação é devida a estrutura das cordas.

 

 

Bestand:Overtone.jpg

Uma corda pode oscilar de muitas formas diferentes entre si, vejamos:

 

-          A todo o comprimento, oscilando entre as extremidades imóveis.

 

-          Em duas partes, onde o meio e as extremidades estão imóveis.

 

Seguindo o mesmo princípio, uma corda pode oscilar em ter, quatro, cinco ou mais parciais. No piano e na prática todas estas oscilações ocorrem em simultâneo. Cada uma das vibrações manifesta-se com a sua própria frequência. Uma corda percutida, emitirá divas frequências em simultâneo, a estas chamamos de harmónicos do tom. Se estes harmónicos são perfeitos, sendo múltiplos perfeitos da frequência do tom fundamental é possível utilizar um afinador simples. Infelizmente, no piano tal não é possível. Na prática, os múltiplos dos harmónicos de um piano são um pouco mais do que exactamente 2, 3, 4, 5 vezes a frequência de um tom fundamental. A esta tonalidade mais alta ou mais baixa chamamos de compensação do piano. A compensação depende de vários factores tais como: o comprimento das cordas, o seu diâmetro, a sua composição assim como seu peso. A sonoridade ideal, será diferente de piano para piano.

 

Existem outros afinadores electrónicos, e alguns desses têm compensações predefinidas, de entre as quais poderá escolher uma pequena compensação para um piano grande ou uma grande compensação para um pequeno piano. Esse afinador, fará uma afinação muito próxima da ideal, mas não terá em conta a compensação específica do seu piano e este ficará longe de ter a sua sonoridade ideal. Para corrigir essa lacuna será necessário corrigir muitos intervalos de ouvido para chegar à compensação ideal. Um profissional, durante o seu trabalho irá comparar todos os intervalos e compensa-los de forma harmoniosa. Para obter um bom resultado, será necessário que tenha muita experiência. A dificuldade consiste em afinar cada intervalo, sem ser “justo”, ou seja compensando-o, não existindo dois intervalos iguais.

 

Por exemplo:

Para a correcção de um intervalo, podemos alterar a tonalidade de um dos dois tons que o compõem, más este tom faz parte simultaneamente de vários outros intervalos; e como resultado desta acção todos outros intervalos terão de ser ajustados. Teria de ser capaz de encontrar a solução para este problema complexo.

 

O afinador “Dirk’s Piano Tuner” apresenta-lhe a solução.

 

Com o “Dirk’s Piano Tuner” todas as notas são gravadas sendo todas tocadas uma a uma, só uma corda por nota tendo as restantes de ser silenciadas. A aplicação grava a frequência fundamental, assim como todos os harmónicos das cordas. Com esta gravação, o afinador “Dirk’s Piano Tuner” dispõe de todos os dados necessários ao cálculo da afinação ideal, de todas as cordas do seu piano. A afinação ideal, assim como a compensação são determinadas pelo seu computador, que calcula a pureza de todos os intervalos possíveis alinhando-os para a sua frequência ideal compensada. Após a afinação ideal para o seu Piano ter sido definida pelo programa, pode afinar o seu instrumento. O afinador, reconhecerá automaticamente a nota tocada e mostra o quanto a nota está desviada da sua afinação ideal, permitindo visualizar os ajustes a realizar. Mais tarde procederá à afinação das notas anteriormente silenciadas, afinando-as em uníssono com as pertencentes ao seu conjunto. Após afinar todas as cordas, o seu piano estará afinado com a compensação ideal, ficando com uma afinação tão pura quanto possível para aquele instrumento específico. Cada nota só terá de ser afinada uma vez, deixa de ser necessário retocar a afinação por ouvido, como acontece com outros afinadores.


3.      A versão de avaliação

A versão de avaliação tem como objectivo, demostrar as possibilidades de afinador. Tal como a versão completa, a esta versão também grava todas as notas do seu piano, calculando posteriormente a compensação ideal. A versão de avaliação calcula as frequências ideais de todos os 'La' (La0 - La7) e todos os 'Mi' (Mi1 - Mi7). Estes tons são os únicos que podem ser afinados com versão de avaliação:

 

Oitavas:   La 0 - La 1, La 1 - La 2 etc...
Mi 1 - Mi 2, Mi 2 - Mi 3 etc...

Quintas:   La 0 - Mi 1, La 1 - Mi 2 etc...

Quartas:   Mi 1 - La 1, Mi 2 - La 2 etc...

 

4.        Módulos de expansão

A versão de avaliação é expansível.

Outros módulos em fase experimental, vos serão propostos em breve no site internet:
http://www.dirksprojects.nl


5.      Termos importantes

 

•  Frequência
Número de oscilações por segundo de um tom (a tonalidade).

•  Som
Conjunto de freqüências / oscilações perceptíveis ao ouvido humano.

•  Tom
Som de uma frequência.

 

•  Nota
Notação de um som, com um tom e duração específicos. Ou também, cada um dos tons de uma escala (do, ré, mi, fa, sol, lá, si, assim como todas as suas formas acidentais).

 

•  Escala
Série de tons ascendentes ou descendentes numa determinada ordem.

 

•  Tom fundamental ou tónica
Tonalidade perceptível de um tom. Sendo o mais baixo do conjunto de tons que compõem um som.

 

•  Harmónico
Tom pertencente ao conjunto do som, com uma frequência mais alta que a tónica. Os harmónicos de um som, são múltiplos do tom fundamental.

 

•  Batimento
Quando dois tons com uma pequena diferença de afinação, são produzidos batimentos rítmicos.

 

•  Intervalo
Diferença entre dois tons, ou duas notas de uma escala.

 

•  Semi-tom
Intervalo mais pequeno na música ocidental. Uma oitava é composta de doze semi-tons. Numa escala com temperamento igual, os semi-tons são todos iguais. Repartindo-se uniformemente a frequência. No piano este intervalo encontra-se entre duas teclas: entre uma tecla branca e uma tecla preta, ou entre duas teclas brancas consecutivas (sem nenhuma tecla preta entre elas).

 

•  Oitava
1 oitava = 12 semi-tons.
É um intervalo entre dois tons, em que, no caso de ser ascendente, a frequência do segundo tom é o dobro da frequência do primeiro.

 

•  Temperamento
Forma com a fluência das notas são escolhidas. Na musica ocidental o temperamento uniforme é o mais popular. Existem outros temperamentos, por exemplo o temperamento justo, o temperamento pitagórico, o temperamento mesotónico, o bom temperamento, e o temperamento de 31 partes por oitava.

 

•  Escala cromática
É a escala que contem o conjunto dos doze semi-tons da oitava Do - Do # - Ré - Ré # - Mi - Mi # - Fa - Fa # - Sol - Sol # - La - La # - Si - Si #. Sao as teclas brancas e pretas do teclado do piano

 

•  Passos de meio-tom e tom inteiro
Um passo de meio-tom é igual a um intervalo de meio-tom, igual ao existente entre duas teclas brancas adjacentes (que não tenham uma tecla preta entre elas). Um passo de um tom inteiro é igual a um intervalo de dois semi-tons, como o intervalo entre duas teclas brancas de um piano que tenham uma tecla preta entre elas.

 

•  Escala diatónica
É uma oitava que com intervalos de semi-tom e de tom completo:
Por exemplo:
Escala de Dó maior:   Do - Ré - Mi - Fá - Sol - La - Si (só teclas brancas do piano).
Do menor:                  Do - Ré - Mib - Fá - Sol - La b - Sib.

•  Hertz
É a unidade de frequência
1 Hz = 1 onda por segundo.

•  Cent
Unidade logarítmica da diferença em altura respeitante a um tom da escala logarítmica.
1200 Cent = 1 Oitava
100 Cent é a diferença entre dois semi-tons sucessivos, considerando o temperamento igual.

 

•  Espectro de frequência
Conjunto das frequências produzidas por um som. O espectro de frequência, pode representar-se graficamente.


6.      Escolha e colocação do microfone

 

A precisão do Microfone

A gama de frequências captada pelo microfone deve ser conhecida, só a frequência é necessária e indispensável. A gama de frequências captadas pelo microfone deve captar entre os 20 Hz e 10 kHz. A intensidade sonora e a sensibilidade do microfone são de pouca importância.

 

Escolha do microfone

-    Interno
É impossível coloca-lo perto do instrumento por estar integrado no computador. Este tipos de microfones, normalmente também é incapaz de captar frequências baixas mas captará todos os ruídos de fundo, assim como ruídos parasitas (ventoinha, vibrações do computador, etc...) Portanto este não é o tipo de microfone ideal.

-    Externo
É fácil coloca-lo mais perto do instrumento, a menos de 1 metro garante uma melhor medição. Desta forma, o ruído ambiente também é atenuado pelo maior som mensurável.

 

Os efeitos digitais

Alguns microfones são fornecidos com software que permitem alterar o sinal captado usando efeitos digitais. Alguns são prejudiciais, outros não. Os prejudiciais, modificam o sinal sonoro detectado e o afinador não registará correctamente o verdadeiro som do instrumento a analisar. Devendo estes ser desligados.

 

Exemplos de efeitos prejudiciais:

Ressonância, filtros de modulação, amplificação estéreo, direccionamento, e eliminação de ruídos.

 

Exemplo de efeitos ou funções não prejudiciais:

Amplificação "(boost), sensibilidade (sensivity), volume (volume), ganho (gain), balanço (balance).

 

Conclusão

É sempre preferível usar um microfone externo, principalmente pela facilidade de posicionamento face ao piano. O microfone dinâmico que normalmente é fornecido com as placas de som, normalmente obedece a todos estes critérios mas a gama de frequências captada, pelos mesmos não é conhecida. Assim, um microfone dinâmico de qualidade superior irá apresentar melhores resultados, principalmente nas frequências mais baixas. Existem também os microfones USB, que também poderão ser utilizáveis, com estes evita a placa de som do computador, o que pode ser uma vantagem. Pode igualmente usar um microfone de condensador, que é muito mais caro, mas os resultados obtidos serão semelhantes


 

7.        A primeira utilização

 

Dicas automáticas

Ao passar com o cursor sobre um botão ou uma janela, será mostrada uma dica (pequena caixa de texto com a explicação daquele botão ou janela).

 

Configuração do afinador

Ao iniciar pela primeira fez o Dirk’s Piano Tuner, irá ser apresentado o ecrã de configuração da aplicação. Do lado esquerdo do ecrã de configuração terá de selecionar e configurar os dispositivos de som

 

 

Placa de Som

-    -Em 'select the recording device' (Selecionar dispositivo de Gravação) selecione o dispositivo de gravação da sua placa de som. Ao fazer esta seleção aparecem enumeradas as diferentes entradas de som.

-    -Em 'select the sound input on the recording device' (Selecionar entrada de som do dispositivo de gravação) Selecione a entrada a ser utilizada. Normalmente será o Microfone.

 

Força do Sinal Sonoro

O sinal captado pela entrada selecionada aparece no gráfico presente na parte inferior direita da janela de configuração. O afinador trabalha melhor quando o sinal captado apresenta uma potência média. De forma a evitar distorção do sinal de entrada, deve evitar que as ondas apresentadas no gráfico, se aproximem dos extremos superior e inferior. Também um sinal muito fraco, fará com que o afinador não funcione corretamente. Se uma destas situações acontecer, pode corrigir esta situação utilizando o botão deslizante “Sensibility” para ajustar a potência de forma conveniente. O botão deslizante “Balance” permite o ajustamento do equilíbrio estéreo do sinal de entrada. Deve deixar este botão exatamente ao meio, pois é nesse ponto onde está em equilíbrio perfeito. O ecrã de configuração áudio do Windows, pode ser iniciado directamente pressionando “Windows recording control for the selected device”. De uma forma geral não é necessário modificar nenhum parâmetro da configuração do Windows.

 

Filtragem do Sinal de Entrada

A fonte de alimentação do computador, um ruido nas frequências 50 e 60 Hz. Este ruido parasita captado pelo microfone pode ser reconhecido pelo afinador como um Sol 1 (49 Hz), um Lá# 1 (58,27 Hz) ou um Si 1 (61,47 Hz). Pode eliminar este problema ativando os filtros nas respectivas caixas de selecção “humfilter”.


8.      Afinar com o Dirk's Piano Tuner

 

Reconhecimento automático de notas

A aplicação reconhece cada nota tocada automaticamente. No teclado do ecrã, a tecla que representa a tecla da nota tocada ficara de cor verde. Quando pressiona ou liberta a tecla, pode ver outra tecla ficar verde por breves instantes. É um comportamento normal, e pode ser ignorado.

 

Tocar as notas durante a afinação

Pontos a ter em conta ao tocar as cordas

 

1.       Ao tocar uma nota, apenas uma corda de cada conjunto pode vibrar. As outras deverão ser silenciadas. Se não silenciar devidamente as restantes, as suas frequências interferirão com os cálculos do afinador, e a compensação será medíocre.

2.       2. Também é muito importante que as cordas sejam tocadas usando o teclado do piano. Se a corda for tocada de outra forma, os harmónicos produzidos serão diferentes e a compensação será mal calculada e a afinação desastrosa.

3.       Para gravar os tons do teclado, pressione o botão "record". Ficará a piscar um luz vermelha, essa luz indica que o afinador está preparado para gravar os tons do piano.

4.       Durante a gravação (botão de gravar pressionado) a tecla terá de ser mantida pressionada até que a sua homologa no teclado do ecrã pisque vermelho, indicando que a gravação foi bem sucedida. No caso de não ficar vermelha, devera repetir a nota com um pouco mais de força.



5.       Cada nota deve ser tocada duas vezes. Deverá proceder como segue:

-    Pressione a tecla até que a homologa do teclado do ecrã fique vermelha. Se não ficar vermelha, repita mas agora com um pouco de mais força.

-    Solte a tecla. Se por lapso tocar uma tecla já gravada a primeira gravação será mantida.

-    Depois de soltar a tecla, observe se homóloga do ecrã se manteve vermelha, se piscar, terá de repetir pressionando a tecla até a tecla no ecrã fique vermelhe e fixa. Ao permanecer vermelha, indica que a gravação foi bem sucedida.

6.       Se o afinador detetar algum ruido parasita, pode gravar esse som como uma nota e fazer com que uma tecla do ecrã fique vermelha. Para eliminar esse registo, clique na tecla com o botão direito do rato. A tecla voltará ao seu estado normal (Branco ou Preto), e poderá gravar novamente essa nota. Ao terminar a gravação, todas as teclas do ecrã estarão vermelhas.

7.       A compensação
Abaixo pode ver o ecrã para o cálculo da compensação ideal. Clique no botão “Stretch”. As linhas verticais (azul claro) representam as teclas do piano. Em cada linha vertical estão marcados os desvios das notas relativamente a uma afinação de temperamento igual.



8.       Para calcular a compensação é necessário que todas as notas tenham sido gravadas. O numero de notas depende de cada instrumento. A maioria tem 88 teclas. Para calcular a compensação ideal do piano a ser afinado, deverá pressionar o botão “Calculate optimal stretch”.



9.       Compensação Ideal
Neste momento o afinador está a executar operações de medidas que permitam calcular a compensação ideal. Durante alguns minutos o computador irá comparar milhões de combinações dos harmónicos e efetuar uma afinação virtual do piano. Pequenos traços verdes indicam a compensação calculada. Poderá verificar que durante o cálculo esses traços vão sendo deslocados até estabilizarem na compensação ideal. A presença simultânea dos traços vermelhos da gravação original, indicam a diferença que será necessário efetuar. O cálculo da compensação só está pronto quando a barra azul na parte inferior da janela está completa.



10.   A compensação de um piano é única. Depois do calculo, pode guarda-lo para afinações futuras clicando no botão “Save recording” . Assim de cada vez que necessitar de afinar este piano pode carregar o modelo de afinação usando o botão “load recording”.

11.   O gráfico representa a compensação ideal do piano. A linha do gráfico indica as frequências fundamentais e parece um pouco desordenada. Isto não entanto não tem importância, pois só a pureza dos intervalos permitem o som ideal.

12.   Afinação prática
Verificar o funcionamento da aplicação com a compensação ideal.

13.   Clique sobre o X vermelho, na parte superior da janela para fecha-la e regressar ao ecrã inicial. Importante, antes de avançar, verifique que a pequena janela no centro da janela indica ‘‘optimal stretch’’

Exemplo se ‘’equal temperament ‘’ aparecer nessa janela, o afinador trabalhará tendo como base um temperamento igual mas sem compensações. Desta forma o piano será afinado de uma forma muito precisa, mas soará sempre desafinado.



14.   Pode agora afinar cada corda não silenciada (uma corda de cada vez). Observe o ponteiro vermelho no mostrador em baixo, ele reage diretamente aos movimentos de regulação de tensão na corda. Quando o ponteiro estiver no zero a corda estará perfeitamente afinada. No entanto é praticamente impossível conseguir estabilizar exatamente no zero, portanto será perfeitamente aceitável um pequeno desvio. Este desvio está graduado em Cent. A medida Cent. permite um desvio maior nas cordas graves e menor nas agudas.

Exemplo:
100 Cent no Lá 0 corresponde a 1,59Hz; 100 Cent no Dó 8 corresponde a 241,92 Hz, o que é cerca de 150 vezes mais. Um desvio de inferior ou igual a 0,1Hz não deve ser levado em conta. Pode controlar este desvio comparando a frequência desejada (indicador à direita com o nome da nota) e a frequência medida (indicador em baixo à direita).



15.   Após pressionar a tecla observe a indicação do ponteiro durante meio segundo antes de rodar a cravelha. Assim terá uma leitura mais precisa.

16.   Após afinar todas as cordas com a compensação ideal, pode verificar de ouvido os intervalos e as oitavas diferentes.

17.   Em último lugar, pode afinar as cordas que estavam suprimidas anteriormente. Afine uma de cada vez, suprimindo as restantes do conjunto (bicorde ou tricorde)


9.      O Dirk’s Piano Tuner e as suas funções

 

Sinal de Entrada

O sinal sonoro utilizado para os cálculos da aplicação está indicado no gráfico em cima à esquerda. O grau de oscilação das linhas indica a potência do sinal recebido. Se esta oscilação sair do limite deste quadro, indica que o sinal está muito forte, será necessário reduzir a sua intensidade, para que a oscilação se enquadre nos limites do gráfico. O nome do sinal de entrada escolhido durante a configuração (menu - tuner settings) também é mostrado nesta janela. É nesta janela que pode verificar a existência ou não de sinal de entrada.


 

 

O Teclado

Ao identificar a nota tocada no piano, a tecla correspondente no teclado presente neste ecrã passará a verde. As teclas abrangem do Lá0 até ao Dó8. O caracter indica o nome da nota e o número da oitava.

 

 

 

A nota detetada

A nota detetada se indicada no ecrã por uma letra e um acidente. Neste quadro, presente na janela em cima à esquerda, será indicada a frequência da nota e não a frequência medida.

 

 

 

O espectro de frequências do tom detetado

O espectro de frequências do tom detetado é apresentado no ecrã por um espectro gráfico. O eixo horizontal indica a frequência, e o vertical indica a potência das frequências. Uma corda percutida origina um pico no espectro de frequências representado pela linha vermelha. O afinador deteta esse pico na linha vermelha e assinala-o com uma linha azul vertical. A linha vertical cinzenta indica a frequência da escala do tom detetado.

 

 

 

O desvio da tonalidade da corda

O desvio da tonalidade de uma corda será apresentado em números, graças ao deslocamento do ponteiro vermelho. A frequência absoluta de uma corda será igualmente apresentada em números.

 

 

 

A seleção da afinação

O Afinador apresentará os desvios entre o tom atual e o registado numa afinação previamente carregada. Se a frequência de uma corda for a mesma frequência da afinação selecionada, o desvio será de Zero. A afinação selecionada aparece na caixa de texto no centro da janela. O afinador suporta dois tipos de afinação: Afinação com temperamento igual e afinação compensada.

 

 

 

Fixar o ecrã do afinador

É possível fazer uma pausa na imagem do ecrã utilizando o botão “freeze”. Desta forma poderá registar todos os dados e todos os gráficos que lhe permitirão efetuar uma melhor leitura e análise.

 

 

 

Maximizar as janelas

Para um maior conforto, deve trabalhar com as janelas maximizadas. Para maximizar, deve pressionar a caixa com o símbolo quadrado no lado direito da barra superior da janela.

Isto será especialmente útil quando tiver de trabalhar distante do computador.

 


 

10.    Configurações do afinador

A janela de configuração pode ser acedida clicando em ‘’menu-tuner settings’’. Clicando na imagem do meio da janela acederá igualmente às configurações.

 

 

 

 

 

Escolher a imagem do ecrã principal

Na janela de configurações, a linha do topo contem 5 imagens diferentes que poderá escolher para decorarem a janela central do afinador.

 

Eliminar Dicas Grandes

Por defeito a aplicação mostra dicas das ferramentas ao passar com o ponteiro do rato sobre os diferentes botões e janelas. Estas ajudas poderão ser importantes para iniciantes. Um utilizador experiente poderá desativar as dicas em "Disable large tool tips".


 

11.    Precisão do afinador

 

A precisão em Hertz e em Cent

A precisão do afinador é superior a 0,1 Hz (ondas sonoras de mais de 10 segundos). A precisão em “Cent” é variável dentro da extensão do afinador, por ser uma unidade relativa. O intervalo entre duas notas sucessivas em Hz aumenta à medida que subimos nas escalas, e por definição esse mesmo intervalo em Cent é sempre de 100. Exemplos de valores de precisão do afinador em Cent: Do 1 : 5,2 Cent / Do 2 : 2,6 Cent / Do 3 : 1,4 Cent / Do 4 : 0,6 Cent / Do 5 : 0,4 Cent, Do 6 : 0,16 Cent / Do 7 : 0,08 Cent / Do 8 : 0,04 Cent / Do 9 : 0,02 Cent. Portanto em Cent, o afinador tem uma maior precisão nas notas mais altas.

 

Diferenças audíveis da tonalidade

A menor diferença audível pelo ouvido humano é de 2 Hz. A exatidão do afinador é de 0,1 Hz, o que é muito inferior ao que pode ser detetado pelo ouvido humano. Esta exatidão é necessárias para medir os batimentos entre duas cordas. Se existir uma diferença de batimentos superior a 0,1 Hz é detetável pelo ouvido humano.

 

Calibragem automática

O afinador utiliza a placa de som para as suas medidas e cálculos. Contrariamente a outros afinadores mais simples, não é necessária nenhuma calibragem manual. Para compensar eventuais divergências, o Dirk’s Piano Tuner, efetua uma calibragem automática, que lhe permite efetuar medidas extremamente exatas.

 

A Precisão Interna

A aplicação mostra os erros medidos com uma ou duas casas decimais. Normalmente o afinador trabalha com 7 casas decimais e ao detetar um erro arredonda para duas casa decimais.

 

12.    Requisitos de sistema

O Dirk’s Piano Tuner funciona perfeitamente em qualquer computador com um processador superior a 2,1Ghz. Pode no entanto ser instalado em máquinas menos potentes, mas os tempos de espera serão longos. Será necessário um doas seguintes sistemas operativos Windows 2000, XP, Vista ou Windows 7. Será necessária uma entrada áudio.


 

13. Algumas Imagens

 

O Microfone próximo do tampo harmónico

 

 

O microfone debaixo de um piano de cauda

 

 

Utensílios usados para silenciar as de pianos verticais ou de cauda

 

 

Tricorde silenciado no meio de um piano vertical

 

 

Tricorde silenciado na 7ª oitava

 

 

Tricorde silenciado na oitava mais aguda

 

 

Múltiplos bicordes silenciados num piano de cauda, com a ajuda de varias cunhas

 

 

Múltiplos tricordes silenciados num piano de cauda, com a ajuda de varias cunhas

 

 

Bicorde silenciado num piano de cauda

 

 

Tricorde silenciado num piano de cauda usando duas cunhas

 

 

Múltiplos bicordes silenciados num piano de cauda com uma fita de feltro

 

 

Múltiplos tricordes silenciados num piano de cauda com uma fita de feltro

 



Aviso Legal E-Mail  Contacte Dirk’s Projects  E-Mail Mapa del sitio